Av. Santo Amaro, 1047, conj. 1702 – São Paulo, SP
Seg – Sex | 8h – 18h
11 4191-0588

Como funciona o sistema laudos a distância online ?

Emitir laudos de exames para os pacientes não é um processo rápido. Ou melhor, não era. A One Laudos surge com uma nova tecnologia que auxilia os centros de diagnósticos na emissão de laudos a distância para exames de imagem. Mas, como isso é possível?

Te explicamos! A Telerradiologia, ferramenta que utilizamos, nos possibilita transferir imagens radiológicas do paciente de um lugar para o outro, por intermédio de softwares, via internet. Ou seja, tudo é online, trazendo facilidade e agilidade no processo tanto do resultado quanto da entrega.

Isso só acontece, pois, nossa central de Telerradiologia possui as técnicas mais modernas e seguras, realizando a integração com todos os sistemas de PACs (Picture Archiving and Communications System) e RIS (Radiology Image System), que permite o envio das imagens de exames para uma central de radiologia.

Ficou interessado? Entre em contato conosco e faça uma cotação, sem compromisso! Teremos o maior prazer em atendê-lo e facilitar o seu trabalho.

Proteção Radiológica: por que usar?

A radiação faz parte da nossa vida e está naturalmente presente no ambiente. É proveniente especialmente de elementos minerais naturais e apenas uma pequena fração vem de produtos manufaturados. A questão é: por que usar proteção radiológica?

Do ponto de vista médico, os exames radiográficos possuem carga radioativa suficiente para formação da imagem. A energia dos raios X é depositada nas células humanas, o que pode causar alterações nos tecidos.

Com o objetivo de diminuir os danos causados e minimizar qualquer risco associado ao paciente, é preciso limitar a exposição à radiação. Essa deve ser a mínima necessária para criar imagens clínicas que respondam à questão médica.

A proteção contra os efeitos da radiação tem início no momento em que são avaliados os riscos versus os benefícios da exposição do indivíduo, quando o médico avalia a necessidade e o tipo do exame. Nesse momento é determinado que as possíveis consequências negativas dos exames não podem ser impedimento para os benefícios percebidos por sua realização.

Em seguida, é preciso garantir a maior qualidade de imagem em menos tempo. Um exame mal realizado  pode gerar um imagem que não permita o diagnóstico, necessitando realização posterior, o que pode gerar uma carga radioativa muito alta em razão do acúmulo.

A quantidade de exposição permitida para os pacientes e para os técnicos é diferente. Para técnicos, existe a orientação de se proteger atrás de paredes ou biombos blindados e em alguns casos aventais de chumbo. Já os pacientes não devem permanecer na área de exames sem a indicação clínica e utilizar os aventais de chumbo sempre que solicitado.

Como funciona o sistema laudos a distância online?

Emitir laudos de exames para os pacientes não é um processo rápido. Ou melhor, não era. A One Laudos surge com uma nova tecnologia que auxilia os centros de diagnósticos na emissão de laudos a distância para exames de imagem. Mas, como isso é possível?
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Te explicamos! A Telerradiologia, ferramenta que utilizamos, nos possibilita transferir imagens radiológicas do paciente de um lugar para o outro, por intermédio de softwares, via internet. Ou seja, tudo é online, trazendo facilidade e agilidade no processo tanto do resultado quanto da entrega.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Isso só acontece, pois, nossa central de Telerradiologia possui as técnicas mais modernas e seguras, realizando a integração com todos os sistemas de PACs (Picture Archiving and Communications System) e RIS (Radiology Image System), que permite o envio das imagens de exames para uma central de radiologia.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Ficou interessado? Entre em contato conosco e faça uma cotação, sem compromisso! Teremos o maior prazer em atendê-lo e facilitar o seu trabalho.

Do analógico ao digital, como se desenvolveu a radiologia?

Desde a descoberta dos raios-x e a criação da medicina radiológica, a tecnologia vem avançando cada vez mais.

Sempre à frente das inovações, a radiologia revoluciona com sistemas de cardiologia até equipamentos de raios-X portáteis. As soluções digitais para as imagens médicas, oferecem a melhor qualidade de imagem, menor tempo de processamento e vantagens na redução da dose de radiação em comparação com seus antecessores analógicos. A One Laudos está inserida nessas inovações, considerando que a telerradiologia é um campo a ser explorado.

Em outras áreas do conhecimento a transição para o digital ocorreu de maneira gradativa. Na medicina, entretanto, a rapidez se deu em razão da melhora substancial oferecida pelo digital. O processo de decisão da maioria dos centros de saúde leva em conta fatores como a melhora da qualidade das imagens até a questão do armazenamento de equipamentos e exames já realizados.

Atualmente os exames radiológicos não precisam ser realizados apenas no setor específico. Equipamentos móveis permitem sua realização em leitos de UTI, salas de cirurgia. Os técnicos não precisam se ausentar para o processamento e revelação. Serviços de telerradiologia, como a One Laudos, ficam disponíveis 24 horas por dia com especialistas para elaboração dos laudos que orientam as medidas que devem tomadas de maneira muito mais eficiente.

Acompanhar essas mudanças beneficia os pacientes e traz mais competitividade aos médicos, bem como hospitais e clínicas. A era da informação está mudando a forma como os atendimentos são feitos e coloca um desafio adicional aos fornecedores de serviços hospitalares: o de competir pelos atendimentos. Os pacientes estão mais bem informados sobre suas opções, o grau de tecnologia disponível e a qualidade do atendimento oferecido. O profissional que acompanha essas mudanças gera mais confiança em seus pacientes, facilitando a adesão aos tratamentos propostos.

Os equipamentos utilizados para confecção de laudos aqui na One Laudos são autorizados pela ANVISA e seguem normas da ABNT. A empresa tem certificação ISO 9001, o que garante qualidade nos procedimentos. Tudo isso para a elaboração de laudos com mais qualidade.

Radiologia digital: laudos em menos de uma hora

Já pensou em receber laudos de exames de radiologia em menos de uma hora? Com os serviços da One Laudos isso é possível. Aqui, nós oferecemos uma equipe de profissionais dividida em subespecialidades permitindo assim um atendimento mais rápido e eficaz.

 

Através de um serviço rápido, econômico e eficaz, os exames são realizados pela tecnologia de Telerradiologia capaz de laudar exames de imagens com precisão e agilidade. Ela nos possibilita transferir imagens radiológicas do paciente de um lugar para o outro, por intermédio de softwares.

 

Funciona assim: o exame é realizado na sede do cliente e em seguida as imagens médicas são enviadas à central de laudos. Lá, os especialistas fazem a elaboração dos laudos que logo após são enviados digitalmente.

 

Faça uma cotação! Entre em contato conosco, sem compromisso, através do telefone (11) 4191-0588 ou acesse o site: www.onelaudos.com.br⠀⠀

One Laudos Explica: o que o raio-x tem a ver com o buraco negro?

elaboração de laudos de raios-x é apenas um dos serviços ofertados por nós aqui na One Laudos. Esse exame é um dos mais utilizados nas salas de emergência, mas você sabe como essa radiação foi importante para contextualizar a fotografia do buraco negro?

Nessa última semana, todos viram com assombro as fotos do buraco negro na galáxia M87, coletadas pelo projeto Event Horizon Telescope. O EHT é uma rede de telescópios em vários países, que captaram ondas de rádio do corpo celeste. Durante 20 anos, entretanto, a mesma galáxia tem sido alvo de observação de outro projeto, o Chandra X-ray Observatory, da Nasa. Do espaço e utilizando quatro telescópios, Chandra observou o buraco negro por cerca de 8,3 horas e coletou a radiação emitida.

EHT nos deu a primeira imagem de um buraco negro e Chandra produziu uma assombrosa demonstração da radiação emitida, que se espalha por mais de 1.000 anos-luz. Juntas, oferecem uma maravilhosa perspectiva da vizinhança do buraco negro e de quanto ainda temos a avançar na compreensão de fenômenos físicos.

Raios-X foram descobertos em 1895 por Wilhelm Conrad Röentgen, professor universitário alemão. De acordo com relatos históricos, Röentgen notou cristais exibindo brilho fluorescente perto de um tubo de raios catódicos. Ele percebeu que o brilho podia ser notado mesmo quando os protegia com papel escuro. Imaginou, então, que alguma forma de energia estava sendo produzida pelo tubo e fazia com que o fenômeno acontecesse. Röentgen chamou a energia desconhecida de “radiação X”. Experimentos mostraram que ela poderia penetrar nos tecidos moles, mas não nos ossos, e produziria imagens de sombra nas placas fotográficas.

A comunidade científica recebeu essa novidade com grande entusiasmo, uma vez que pesquisadores de todos os lugares poderiam duplicar o experimento. Na época, tubos catódicos já eram muito bem conhecidos e utilizados, razão pela qual muitas outras linhas de pesquisa foram abandonadas em favor dos misteriosos raios.

O público comum também foi capturado pela descoberta. Jornais e revistas da época forneciam inúmeras histórias, algumas verdadeiras, outras fantasiosas, sobre as propriedades dos raios recém-descobertos.

Os cientistas, no entanto, ficaram animados pela demonstração de um comprimento de onda mais curto que a luz. Isso gerou novas possibilidades na física e na investigação da estrutura da matéria. Nada maior, entretanto, do que as potenciais aplicações de raios como uma ajuda na medicina e cirurgia. Um mês após o anúncio da descoberta, várias radiografias médicas foram feitas na Europa e nos Estados Unidos, usadas por cirurgiões para orientá-los em seu trabalho. Imediatamente após a descoberta ser anunciada, raios X foram usados ​​por médicos em campo de batalha para localizar balas em soldados feridos.

Essa tecnologia nunca deixou de ser pesquisada. Os avanços levaram a feixes de raios X mais poderosos e focalizados, bem como a aplicações cada vez maiores dessas ondas de luz, desde imagens de células biológicas e componentes estruturais de materiais como cimento até a morte de células cancerígenas. E agora, mostrando que todas suas aplicações ainda não foram descobertas, tornou-se fundamental na contextualização de imagens de buracos negro no espaço.

Röentgen recebeu o primeiro Prêmio Nobel de Física, em 1901, por essa descoberta que tanto nos ajuda até hoje.

ONE Laudos: empresa referência em laudos a distância

Ofereça atendimento todos os dias sem precisar aumentar a sua equipe. A One Laudos conta com funcionários totalmente capacitados e prontos para atender a sua necessidade em laudos à distância, telerradiologia e em telemedicina.

Nossa tecnologia, capaz de transferir imagens radiológicas do paciente de um lugar para o outro através de softwares, é a solução para uma série de problemas e imprevistos que fazem parte da rotina de uma clínica ou um hospital.

Exames de Tomografia, Ressonância, Mamografia, Raio-X e Desintometria são realizados por uma equipe de radiologistas especializados que trabalham apenas com sistemas certificados pela ANVISA. Ser referência em laudos a distância fez com que nós, da One Laudos, atendêssemos aos mais renomados hospitais, instituições, organizações de saúde e clínicas médicas

Com o objetivo de auxiliar centros de diagnósticos na emissão de laudos a distância para exames de imagem, atendemos 24 horas por dia, em qualquer época do ano com eficácia, segurança e rapidez na entrega dos laudos.

Quer fazer uma cotação? Entre em contato conosco, sem compromisso, através do telefone (11) 4191-0588.

Como Funciona: O que é a Tomografia Computadorizada?

One Laudos, especialista em laudos à distância, tem o compromisso de manter o paciente bem informado. Nessa série de artigos contaremos um pouco do funcionamento da radiologia e hoje é a vez da tomografia computadorizada.

Solicitar imagens internas para diagnosticar é cada vez mais comum. Uma maneira indolor, não invasiva e rápida de obter essas imagens é a tomografia computadorizada. Esse exame utiliza uma máquina rotativa de raio-x para criação de imagens 3D de qualquer parte do corpo humano.

A TC pode ser útil desde a triagem de acidentes ao acompanhamento de pacientes com câncer. É comumente utilizada para examinar ossos, órgãos e outros tecidos internos. Em situações de emergência, as tomografias são ferramentas que salvam vidas e permitem determinar rapidamente a extensão das lesões ou hemorragias internas.

Durante o exame, o paciente permanece deitado enquanto um equipamento chamado pórtico, semelhante a um anel, emite raios-x. Além do tubo contendo a radiação, o pórtico contém sensores que captam os sinais e o transitem para o computador.

Ao completar uma rotação, é criada uma imagem 2D dessa fatia do corpo. As imagens são combinadas para formar uma imagem em 3D e facilitar o diagnóstico. Dependendo da área do corpo, uma varredura completa não demora mais do que 15 minutos.

Para facilitar a identificação de anormalidades, o paciente deve utilizar material de contraste. A via de ingestão depende da área a ser examinada e a solução tem o objetivo de modificar temporariamente como o raio x interage com os tecidos. Essa medida permite que alterações sejam observadas com mais facilidade.

Os riscos do exame incluem a exposição à radiação e alergia ao material de contraste.

Os raios X são uma fonte de radiação ionizante, que pode danificar tecidos sensíveis, como órgãos linfoides e sangue. Exames de tomografia computadorizada ao redor do abdome não são recomendados para mulheres grávidas por causa da chance de o feto ser exposto à radiação prejudicial.

Pacientes com histórico de asma, alergias, doenças cardíacas e problemas nos rins ou na tireoide parecem estar mais em risco de desenvolver uma reação ao material de contraste. Os motivos ainda não são conhecidos pelos pesquisadores, porém essas reações não costumam ser frequentes.

Para mais informações, entre em contato.

Como Funciona: One Laudos explica o exame de ultrassom

O uso de ultrassom na medicina se intensificou logo após a 2ª Guerra Mundial. À época, pesquisadores de diversos países publicaram trabalhos sobre essa tecnologia, com desenvolvimento e aplicações variadas. Em comum, o fato da teoria que impulsionou os estudos ter partido das observações de Lazzaro Spallanzani de que os morcegos utilizavam sons inaudíveis aos humanos para se orientar e pegar suas presas.

Tão utilizado quanto as radiografias, uma das aplicações mais conhecidas é examinar a saúde e possibilidades de malformações nos bebês, ainda durante a gestação. Também pode determinar causas de dor, inchaço e infecção nos órgãos internos do corpo. Além disso, ajuda a orientar biópsias, diagnosticar doenças cardíacas e avaliar os danos após um ataque cardíaco. A técnica é segura, não invasiva e não utiliza radiação ionizante.

O aparelho consiste em um console contendo um computador com tela para visualização das imagens e um transdutor para a digitalização. O transdutor é um pequeno dispositivo portátil que pode ter diferentes formatos, a depender da frequência necessária para realizar o exame.

A imagem é formada com base na intensidade e frequência da onda, em relação ao tempo necessário para que o sinal retorne da área que está sendo examinada para o transdutor. À medida que as ondas sonoras saltam dos órgãos internos, fluidos e tecidos, o receptor registra pequenas mudanças no tom e na direção do som.

Essas mudanças são instantaneamente medidas e exibidas por um computador; Isso cria uma imagem em tempo real no monitor. O princípio é semelhante ao sonar usado por barcos e submarinos.

Este procedimento requer pouca ou nenhuma preparação especial. O seu médico irá instruí-lo sobre como se preparar, incluindo se deve abster-se de comer ou beber de antemão. Deixe joias em casa e use roupas soltas e confortáveis.

A partir da captação das imagens, elas são disponibilizadas em tempo real no monitor do equipamento onde são interpretadas pelo médico realizante (o exame de ultrassonografia no Brasil deve ser sempre realizado por um medico especializado, o ultrassonografista).

Possuímos certificação ISO 9001, seguimos normas ABNT e nossos sistemas são aprovados pela ANVISA. Para mais informações, entre em contato.

Como avaliar a qualidade das imagens radiológicas?

Aqui na One Laudos produzimos os laudos com base nas imagens que nos são encaminhadas pelos centros de saúde. Conhecer os fatores que determinam a qualidade radiológica pode ser o diferencial para um bom diagnóstico ou a realização de novos exames.

Ao procurar atendimento médico, uma das primeiras medidas é solicitar exames radiológicos. Eles irão guiar os próximos passos no tratamento, por isso é importante que tenham qualidade suficiente para evitar erros.

A realização de imagens com qualidade ineficaz pode prejudicar o diagnóstico, aumentar os custos operacionais e contribuir para a exposição desnecessária à radiação tanto para pacientes como para funcionários. Os programas de qualidade são desenvolvidos pelos hospitais e clínicas e podem, por sua vez, ter certificação de qualidade dos órgãos especializados.

O mais importante é saber que a qualidade de imagem radiográfica é medida pela fidelidade com a qual a estrutura anatômica que está sendo examinada é reproduzida na radiografia. Isso significa que quanto maior a qualidade, mais os tecidos e outras estruturas estão representadas corretamente.

Nós já abordamos anteriormente como as imagens radiográficas são formadas. É importante lembrar como isso acontece porque essa é a fase em que determina os principais fatores de avaliação – densidade, detalhe, contraste e distorção.

densidade é o grau de enegrecimento da imagem. Isso significa que quanto maior a densidade, mais escura a imagem é. Esse é um fator especialmente importante pois tem relação direta com a radiação emitida pelo exame. Imagens muito claras são inaceitáveis para o diagnóstico e as imagens mais escuras é resultado de exposição mais prolongada à radiação.

O grau de nitidez, chamado detalhe, permite uma melhor visualização dos detalhes da imagem, permitindo avaliar microfraturas e pequenas alterações. Um dos problemas para atingir o nível desejado de qualidade são os movimentos involuntários da paciente.

Balancear os tons de cinza para diferenciar a densidade das texturas é chamado contraste. Um bom contraste facilita a avaliação das estruturas próximas ao foco do exame.

Por último, a distorção é uma falha que atrapalha a interpretação da imagem, que deve ser o mais parecida possível com o tamanho e a forma dos tecidos. Um alto grau de distorção torna impossível a avaliação e o diagnóstico.

WhatsApp chat